Tag Archives: taqsim

Videoteca: Fifi Abdo (taqsim e técnicas de quadril)

29 abr

Quem acompanhou o Cadernos em abril pode participar da nossa enquete, agora mensal. Entre as Primeiras musas, a preferida foi Fifi Abdo, com 34% dos votos. Não é à toa, afinal, seu apelido carinhoso é nada menos que “menina baladi”.

Lindíssima, sua dança se caracteriza pela união da técnica com a alma, como vocês já puderam ver em sua biografia. Para homenagear a moça, selecionamos um vídeo muito rico para estudos.

Em primeiro lugar, podemos ver a musa dançando novamente e notar detalhes da sua performance. Além disso, dá para fazer uma super revisão de taqsim, que nós já vimos algumas vezes por aqui com a Nathalie, Nagwa Fouad e Lulu Sabongi. Repare que o alaúde parece ser o próprio corpo dela, de tão perfeita a sincronia entre o som e a dança.

Por fim, repare nas técnicas de quadril usadas e já se prepare para estudar o estilo egípcio. Delicado e, ao mesmo tempo bem marcado, o quadril egípcio é o grande protagonista. E Fifi deixa isso muito bem claro em seus tremidinhos e batidinhas.
Gostaram?

Veja + Videoteca aqui

Maual

25 jan

Um elemento fundamental da cultura e música do Oriente Médio é o canto. Por isso, hoje vamos estudar um pouco do maual (mahual).

O canto pode ser feito por mulheres, homens ou por coros. Porém, ainda há locais em que há preconceito com as cantoras. No entanto, nomes como Oum Kalthoum (breve biografia). Ultrapassaram estas barreiras, impondo-se como vozes essenciais destas culturas.

O maual, por exemplo, é uma improvisação vocal. A pessoa intérprete trava um verdadeiro diálogo com a orquestra. Ora a acompanha, ora é seguido pelos músicos. É uma forma bastante interativa, que exige muita integração entre músicos e cantores. O maual também pode ser antecedido por um taqsim.

Nathalie (taqsim)

14 jan

A videoteca de hoje traz a argentina Nathalie. Neste vídeo vemos como esta bailarina trabalha os movimentos ondulatórios durante um taqsim.Oitos, alongamento de braços e alguns redondos encaixam bem e aliviam a bailarina de ficar tremendo com o som do instrumento.

Depois, vemos uma característica bem comum das latino-americanas: marcações fortes. Nathalie usa e abusa de movimentos com batidas de quadril e mistura tremidinhos de tensão com ondulações. É uma boa saída para uma música tão rica.

Veja + Videoteca aqui

%d blogueiros gostam disto: