Tag Archives: flauta

Albogon ou albogue

7 dez

Albogue ou albogón (também chamado de albokaris ou albokas) é um instrumento de sopro antigo, de provável origem asiática e seu nome vem do termo “al-booq”.

Usado na Europa desde a ocupação moura, passou pelo Renascimento com variedades de tamanhos e sonoridades. Tornou-se típico da região da Espanha, em especial, nas festas de regiões rurais.

Conforme foi adaptando-se às culturas e regiões, passou a receber outros nomes. Porém, em qualquer uma dessas, sua estrutura básica é a mesma: um tubo de madeira em forma de cone, com aproximadamente 10 cm e de 5 a 7  furinhos, que lembram os da flauta doce. Para tocar é necessário soprar uma embocadura que possui duas linguetas.

Diz-se que era usado como baixo nos concertos e que seu som é

semelhante a chamada “gaita galega”, embora as pesquisas sobre ele indiquem que ora é semelhante a uma corneta, ora a um sax.

Gostou? O estudioso Mariano Barrenechea escreveu “Alboka, entorno folklórico”, um livro que descreve como construir um instrumento deste e como ornamentá-lo.

Veja + Instrumentos aqui

Nay

14 set
Diversas flautas usadas nas músicas árabes, cada qual com uma característica própria. Aqui no Cadernos, já falamos da Kawala, do Mijwiz e do Mizmar.
Outro instrumento de sopro muito utilizado é o Nay, também chamado de Nai, Ney, Nye e Tuiduk di gagri.
É da família das flautas e, em persa, significa palheta.
Dizem que em algumas regiões, como na Turquia, este é o principal instrumento da música clássica e pode ser até o único de sopro.
Por isso, estima-se que seja bastante antigo. Há registros em desenhos egípcios que remontam ao século III a.C. . Também é usado em músicas populares, folclóricas e em rituais, como os dos povos sufis, desvishes.
É formado por um bastão com um furo para o polegar e outros seis para os outros dedos, lembrando uma flauta doce. Na ponta, uma boqueira, em geral feita com ossos de animais.
Pode ser feito com bambus, metal ou plástico. Existem nays de diversos tamanhos e cada um possui um nome especial. Na nossa pesquisa encontramos: olahenk, davut, sah, mansur, kizneyi, müstahsen e sipürde.

Assim como a Kawala, produz um som longo e lento. Por isso, se você identificá-lo em uma música, aproveite para explorar as suas melhores ondulações, variando a velocidade conforme o músico estiver tocando.

Lembre-se de que as ondulações podem partir do quadril, tronco e também dos braços e das mãos. Também é possível fazer dança de chão enquanto você ouve este som tão doce e, ao mesmo tempo, melancólico.

No vídeo abaixo, você pode ver um concerto com uma flauta nay, apresentado por Avi Adir, no auditório Byron. Aproveite para reparar como o timbre é bem diferente dos outros instrumentos de sopro que nós já estudamos. Neste outro vídeo, você conhecerá uma outra forma de tocar, mais linear e, portanto, com menos variações.

Dizem que o nay é como o corpo humano, ou seja, precisa ter um sopro que o faça manter a vida. Bonito, não?

Kawala

24 ago

A kawala (kawal) é uma flauta egípcia alongada com 6 furos. O tamanho pode variar em até nove vezes, assim como os nomes dados e os tons que ela é capaz de produzir, mas normalmente seu som é longo, lento e linear. Feita de bambú, costuma ser usada em música folclórica e turca e aparece em muitos taksins. Por isso, é recomendável que a bailarina dance com movimentos lentos, alongados e, de preferência, que faça bastante ondulações.

Você pode brincar lentamente alongando o corpo e executando passos com braços abertos e até mesmo dançar ajoelhada no chão. Se precisar de inspiração, pense na reverência aos deuses do céu e não esqueça da instrospecção. Colocar-se no lugar da cobra enfeitiçada pelo som da flauta e se movimentar sinuosamente a cada sopro que o músico dá neste instrumento é uma boa maneira de seguir o som da kawala.

Batidas, shimmies e marcações fortes não combinam com este instrumento, mesmo que ele seja tocado de forma mais acelerada e apareça durante um derbake. Ao ouvir a kawala, é a hora certa para mostrar o domínio dos movimentos ondulatórios.

Assista ao vídeo e observe como Abdallah Helmey está concentrado e sereno. É neste clima que a bailarina deve se expressar.

Veja + Instrumentos
Arcodeon
Violino
Mijwiz
Kanoon
Alaúde
Derbake, tabla ou doumbek
Rababa
Mizmar
Snujs

%d blogueiros gostam disto: