Tag Archives: samba

Videoteca: Wendy Chiu (fusão oriental)

4 mar

 

Wendy Chiu é uma bailarina que realmente gosta de fusões. Se pesquisar sobre ela, encontrará vídeos relacionados a fusão com tango, jazz e outras tantas.

Aqui no Cadernos, vimos até agora a mistura da dança do ventre com samba, bellynesian, odissi (dança indiana), flamenco, jazz, balé e hip hop. Já que estamos estudando o assunto, selecionamos esta semana o vídeo da bailarina de Taiwan para conhecermos um pouco desta fusão com a dança oriental.

A performance ocorreu no Ahlan Wa Sahlan, em 2010. Note como são as roupas, a postura e principalmente os dedos, mãos e braços. De quebra, ela também usa véu fan. Além do vídeo acima, mais curto, sugerimos um outro no Youtube, mais longo, feito por outra câmera neste mesmo dia do evento.

Veja + Videoteca aqui

Deu samba! Dança do ventre brasileirinha

2 mar

No vídeo acima vemos a bailarina Samra iniciando a sua apresentação com véu. Tudo parece normal. Passos clássicos, roupa típica de dança do ventre e tal. Mas se você assistir até o fim vai notar um toque brasileiro aí: o samba.

Hoje vamos falar da mistura do samba com a dança do ventre. O samba é um ritmo brasileiro nascido no Rio de Janeiro, mas “samba” tem origem árabe.

Acreditam? Por aqui já dá até para prever a fusão entre dança do ventre e samba antes mesmo de pensar na própria dança.

O samba sempre recebeu e aceitou influências de outros lugares. Hoje em dia é praticamente impossível encontrar o samba puro.

Os mais conhecidos são gafieira (misturado com ritmo latino e norte-americano dançado em cabarés) e de choro (variante que mistura a voz com batuque).

É com o samba de choro que podemos enxergar a fusão com a dança do ventre. Na maioria das apresentações, o samba aparece misturado ao som do derbake.

O batuque, típico do samba, mistura-se aos DUM e TAKA deste instrumento de tal forma que se não prestarmos atenção, nem percebemos a fusão. Na videoteca com a Amara, já notamos como o samba pode aparecer. A bailarina Mahira Hassan também brinca com a fusão.

Os passos podem variar e muito. As bailarinas até sambam de verdade ou misturam o movimento “maroto” na meia ponta com tremidinho tirando um pé de cada vez do chão.

Isto deve ser feito de uma forma um tanto exagerada para que o movimento seja confundido com o sambar. Os braços costumam ficar na posição básica (abertos na altura do umbigo) e a barriga à mostra.
Esta bailarina ousou em sambar com uma espada na cabeça.

A música mais escolhida para dançar esta fusão é “Brasileirinho”, choro composto em 1947 por Waldir Azevedo, mas é comum vermos batidas típicas das escolas de samba misturadas ao derbake.

Já que estamos em clima de carnaval por que não tentar mesclar o samba com dança do ventre? Para encerrar este post, escolhemos o vídeo da bailarina Sasha Holtz.

Veja + Fusões aqui
Veja + Modalidades aqui

Evento: workshop dança do ventre moderna

16 out

Meninas, mais uma ótima dica. Que tal estudar um pouco de dança do ventre moderna? Você sabe o que é? São todas as modalidades de fusão com outros estilos de dança, como tango, salsa, samba, techno, street dance, pop e por aí vai. Neste workshop, a bailarina Mahira Hasan falará sobre figurino, música e, claro, sobre a interpretação.

A Mahira já apareceu aqui no Cadernos em uma videoteca sobre a preocupação com o público na hora de dançar. Ela tem 10 anos de experiência como bailarina, coreografa, professora e produtora.

Com quem? Mahira Hasan
Quando? 24/10 (domingo), das 10h às 13h
Onde? Elis Pinheiro Estúdio de Dança do Ventre – Rua Arthur de Azevedo, 551 – Pinheiros
Quanto? R$ 110,00 (à vista); R$ 58,00 ( 2 vezes) ou R$ 42,00 (3 vezes)
Mais informações: (11) 3063-5773 ou elispinheiro.estudio@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: