Tag Archives: tremidinho

Videoteca: Fifi Abdo (taqsim e técnicas de quadril)

29 abr

Quem acompanhou o Cadernos em abril pode participar da nossa enquete, agora mensal. Entre as Primeiras musas, a preferida foi Fifi Abdo, com 34% dos votos. Não é à toa, afinal, seu apelido carinhoso é nada menos que “menina baladi”.

Lindíssima, sua dança se caracteriza pela união da técnica com a alma, como vocês já puderam ver em sua biografia. Para homenagear a moça, selecionamos um vídeo muito rico para estudos.

Em primeiro lugar, podemos ver a musa dançando novamente e notar detalhes da sua performance. Além disso, dá para fazer uma super revisão de taqsim, que nós já vimos algumas vezes por aqui com a Nathalie, Nagwa Fouad e Lulu Sabongi. Repare que o alaúde parece ser o próprio corpo dela, de tão perfeita a sincronia entre o som e a dança.

Por fim, repare nas técnicas de quadril usadas e já se prepare para estudar o estilo egípcio. Delicado e, ao mesmo tempo bem marcado, o quadril egípcio é o grande protagonista. E Fifi deixa isso muito bem claro em seus tremidinhos e batidinhas.
Gostaram?

Veja + Videoteca aqui

Rush

31 jan

Em todos os ritmos que estudamos encontramos o famoso “floreado”, modo que o derbakista pode brincar com a base de um ritmo puro. Muitas vezes é isso que dificulta o reconhecimento do ritmo quando escutamos uma música, mas nada como ouvir muito para saber diferenciar.

Pensando nisso, fomos pesquisar se existia o floreado puro. E existe. Ele chama RUSH. Sem contagem alguma e com aceleração ao gosto do derbakista, este floreio natural causa grande impacto na música. É aqui que o entrosamento entre bailarina e músico é revelado. Se não há sincronia, fica horrível.

A ideia é que a bailarina toque com o corpo o que está ouvindo e normalmente o que aparece do som do derbakista é o seguinte:

Tarrrrrrrrrrrrrrrrrrrr….Karrrrrrrrrrrrr….

Sem a presência do Dum, é mais uma brincadeira do músico.

Se você acha que nunca ouviu, procure por músicas, em especiais os derbakes, que terminam com os famosos tremidinhos do derbake. Eis o rush.

Dica de passos? Tremidinhos, tremidinhos, tremidinhos….muito bom para soltar o quadril.

Veja + Ritmos aqui

Videoteca: Taqsim (Nagwa Fouad e Lulu Sabongi)

1 out
A videoteca desta semana está mais do que especial. Selecionamos um tema importantíssimo para estudar, o taqsim. Além disso, daremos referências aos diversos outros conteúdos que já exploramos em posts antigos. Prepare-se para muita informação!

O taqsim (taksim) é uma improvisação melódica, um solo de um instrumento durante uma música. Pode ser acompanhado de um ritmo de base, a exemplo do Wahda wa noss e Chiftetelli. Pode ter ou não métrica e aparece em composições árabes, turcas, gregas e de países do Oriente Médio.

Nestes trechos, a bailarina precisa acompanhar com extrema perfeição o som do instrumento, transmitindo pelo seu corpo as variações de velocidade, tensão e  notas. Por isso, é preciso conhecer em detalhes a música e é fundamental ter muita sintonia com o músico, caso a apresentação seja ao vivo. Evite marcar o ritmo e priorize a melodia, com toda a sinuosidade e leveza.

Muitas pessoas consideram o taqsim uma conexão com o mundo espiritual. É um momento introspectivo. Quando bem feito é um dos pontos mais altos de uma apresentação.

Para ilustrar este tema, selecionamos um vídeo da lindíssima Nagwa Fouad, que já apareceu em uma biografia do Cadernos, no qual ela explora o taqsim em acordeão, tabla e kanoon.

Existem solos de taqsim dos mais diversos instrumentos, como o de violino, kanoon, alaúde, acordeão, nay, rababa, teclado e assim vai. Cada instrumento exige um tipo de movimento diferente. Por exemplo, o violino pede ondulações e, dependendo da extensão da nota, tremidinhos suaves. Já o kanoon exige um pouco mais dos tremidos, em especial quando combinados com outros passos. De qualquer forma, lembre-se de ficar centrada entre os públicos e de explorar movimentos com muita técnica e pouco deslocamento.

Por fim, fica uma dica bem interessante para quem quer aprender mais sobre o tema. O volume VI da série “A Arte da Dança do Ventre”, da Lulu Sabongi, é exclusivamente sobre a construção de um taqsim. No vídeo abaixo, Lulu fala especialmente dos tremidos em trechos de taqsim. Concentre-se, prepare o corpo e a cabeça para estudar bastante e comece a treinar!


Veja + Videoteca aqui

%d blogueiros gostam disto: