Tag Archives: Turquia

Didem

28 abr

A bailarina truca de descendência italiana Didem Kinali, conhecida mais por Didem, começou a dançar ainda criança por influência da sua mãe, Tulay, que também era bailarina e de seu pai, Zeki Kinali, que toca derbake.

O irônico é que Didem não aprendeu com a mãe, mas sim com Sema Yildz. Didem afirma que o que aprendeu com a mãe foi tocar snjus e nada mais.

Em seus primeiros cincos anos na dança do ventre, Didem dançava em shows de um local conhecido como Jantar do Sultão em Istambul.

Sua dedicação era tanta para a dança que largou o estudos ainda na terceira série (hoje o segundo ano do ensino fundamental).

Teve épocas em que ela gastava mais de 18 horas treinando por dia.

Antes mesmo de entrar na adolescência, ganhou diversos prêmios e passou a ser reconhecida quando participou de programas de TV em seu país.

Ela continuou dançando no jantar até ser dispensada em 2008. Foi o momento em que esta bailarina resolveu voltar à escola e hoje ela pretende até fazer faculdade.

Sua dança é marcada principalmente pelo seu sorriso. Sua expressão costuma ser mais alegre e tranquila.

Didem impressiona com a sua flexibilidade. Seus passos apresentam fusões com o Cha-Cha, samba e muitas vezes vemos influências indianas.

Atualmente ela é bailarina permanente do progama “Ibo Show” e ao procurar vídeos de suas apresentações, 90% estão neste programa.

Quer ver mais vídeos dela? Acesse o site

Veja + Bailarinas aqui

Anúncios

Videoteca: Didem

25 mar

Ah…como a gente queria que houvesse mais programas de televisão que trouxessem grandes bailarinas de dança do ventre por aqui…mas, já que não temos, podemos ao menos ver as estrangeiras.

O vídeo acima é de uma televisão da Turquia e a bailarina chama Didem. Escolhemos este vídeo porque a maneira como ela consegue isolar os movimentos segregados é tão clara e visível que fica mais fácil para entender onde ela coloca a força.

E também para a gente ir se acostumando com o estilo turco que em breve falaremos aqui no blog.

Veja + Videoteca aqui

Nesrin Topkapi

17 mar

No vídeo acima, vemos a bailarina Nesrin Topkapi. Antes mesmo de completar 6 anos, esta turca iniciou seus estudos com balé clássico em uma escola dirigida por Madame Olga.

Em 1966, foi para Inglaterra e lá dançou por oito anos em um local conhecido por Topkapi. Foi daqui que surgiu o sobrenome dela.

Em 1974, voltou para Istambul e começou a trabalhar no cassino Maksim em um espetáculo realizado em homenagem ao Reza Pahlavi. Ela dançava e cantava e saiu em turnê pela Turquia por um período de três anos.

Em 1982 a dança do ventre já fazia parte desta bailarina. Não encontramos muitos registros de como ela começou, mas sabemos que em 1986 ela já tinha seu estúdio de dança, balé e musculação, chamado Sibel Danças.

Como a dança do ventre era ainda um tabu, ela ensinava para os alemães que visitavam o país. Ela chocou o mundo com suas apresentações na televisão nesta época tão dura.

No vídeo abaixo já podemos notar algumas características desta bailarina. Suas roupas nunca mostram a barriga, pode até aparecer um pouco, mas é sempre algo discreto. Além disso, geralmente impera uma cor só.

Neste caso é o amarelo que aparece como dourado, amarelo puro e até alaranjado. Seus cabelos costumam ficar presos e as saias mais rodadas. E, é claro, sempre no salto alto.

Os passos são bem leves, mas aparecem sem o menor esforço. Sua expressão é delicada e vemos que ela conhece muito bem a música enquanto dança.

Ao contrário das argentinas, não marca muito os famosos toque árabes deixando a assim a sua dança mais contínua. A fusão com o balé aparece tão suave que pode passar até desapercebido para quem nunca ouviu falar desta fusão.

Os braços são bem alongados e a postura típica das bailarinas desta região. E a música é clássica e daquelas longas…bem normais para a época de seu auge na dança do ventre.

Nersin não parou por aqui. Participou de vários grupos como coreógrafa e professora e já lecionou em universidades.

Conquistou o mundo com seu jeitinho sutil, elegante e emotivo de dançar. Assista a uma apresentação de folclore:

Atualmente ela cuida do centro de dança chamado Dancetrum, onde há aulas de dança do ventre, flamengo, tango argentino, pilates, danças gregas dentre outra modalidades e conta com 1400 alunos matriculados.

E quem pensa que ela parou de se apresentar, está enganado. Encontramos dois vídeos recentes dela. Confiram.

Este aqui faz parte de um programa de televisão.

Quer ver mais? Clique na foto dela:

Veja + Bailarinas aqui

%d blogueiros gostam disto: