Tag Archives: The Bellydance Superstars Live From Shangai

Videoteca especial: Aniversário com The Bellydance Superstars

27 maio

Há exatamente um aninho, no dia 27 de maio de 2010, surgia o Cadernos de Dança. O blog surgiu com a ideia de concentrar o máximo de informações, vídeos, fotos, links e demais referências sobre dança do ventre. E é anotando e compartilhando o conhecimento que buscamos crescer na dança e fazer nossos leitores evoluírem conosco. Aqui vocês já possuem uma biblioteca sobre ritmos, acessórios, instrumentosmodalidades da dança e as suas diversas fusões, biografias de diversas bailarinas. Demos muitas dicas para suas roupas, ou como economizar, referências de eventos e workshops, fizemos várias entrevistas e até criamos um espaço para circulação de vídeos das nossas leitoras. Já falamos sobre a história da dança do ventre no mundo e no Brasil, brincamos e refletimos com a nossa enquete, entre outros dias especiais e comemorações.

Isso sem falar na nossa semanal Videoteca, uma super compilação de vídeos sobre os mais variados assuntos, bailarinas e bailarinos que fazem a nossa cabeça. Para comemorar este primeiro ano de vida, selecionamos todos os vídeos do DVD do nosso querido grupo The BellydanceSuperstars em Shangai. Sim, o DVD inteiro está disponível na internet e em boa qualidade.

Que tal comemorarmos juntas vendo mais esta “aula” de dança online? São 18 partes e a primeira já está aí em cima.
Parte 2 – http://www.youtube.com/watch?v=gmTGqDDIFo0

Parte 3 – http://www.youtube.com/watch?v=teEeQssgWLI

Parte 4 – http://www.youtube.com/watch?v=2LbSoi99ekk

Parte 5 – http://www.youtube.com/watch?v=s2RhJOBNB1A

Parte 6 – http://www.youtube.com/watch?v=2etxWRWyb4M

Parte 7 – http://www.youtube.com/watch?v=UV3ZAet6S0M

Parte 8 – http://www.youtube.com/watch?v=6UjZaj86bKs

Parte 9 – http://www.youtube.com/watch?v=rL-r1wEKZ9c

Parte 10 – http://www.youtube.com/watch?v=jAIzZG7t_0Y

Parte 11 – http://www.youtube.com/watch?v=PxEu0AAH9LI

Parte 12 – http://www.youtube.com/watch?v=FGIQrMrl1RQ

Parte 13 – http://www.youtube.com/watch?v=MyYQJsdf7Dc

Parte 14 – http://www.youtube.com/watch?v=kY6vxyv51yA

Parte 15 – http://www.youtube.com/watch?v=hSdTcAiEJDg

Parte 16 – http://www.youtube.com/watch?v=QmZg51Bop7E

Parte 17 – http://www.youtube.com/watch?v=y8GOzC5sV_U

Parte 18 – http://www.youtube.com/watch?v=m-KGOAS8enM

Sabah

3 fev

Ao contrário de muitas bailarinas consagradas, Sabah começou seus estudos de dança com o balé ainda adolescente. Foi aceita em diversas escolas importantes nos Estados Unidos dentro desta modalidade e participou de muitas companhias de balé como bailarina principal.

Quando ela foi para a universidade da Columbia para expandir seus conhecimentos na dança, ela conheceu a dança do ventre. A paixão foi imediata e não demorou muito para que ela viajasse para o Egito e tivesse aulas com Raqia Hassan, Aida Nour e Mahmoud Reda.

Sabah resolveu ficar por lá e cursar na Universidade Americana do Cairo onde participou de festivais de dança do ventre.  Foi neste período que ela conheceu Hallah Moustafa e começou a mesclar balé com dança do ventre (veja a fusão destas duas artes aqui). A fusão deu certo para esta bailarina que ganhou notariedade e passou a se apresentar em locais das grandes mestras como os cruzeiros pelo rio Nilo.

Em 2006, Sabah entrou para o grupo The Bellydance Superstars. Atualmente, ela é uma das principais coreógrafas e o nome mais lembrado quando falamos a respeito da fusão balé com dança do ventre. Sua fama se espalhou pelos cinco continentes e ela já viajou para China, Inglaterra, Bélgica e Marrocos ministrando workshops.

Veja a apresentação dela em Toquio.

Suas roupas costumam ter bastante brilho e não são tão compridas, já que geralmente seus solos são com as famosas sapatilhas de pontas. Seus cabelos aparecem encaracolados e semi-presos dando destaque ao rosto e ao sorriso sempre presente. Seus movimentos são delicados como uma bailarina de balé, mesmo quando os passos são da dança do ventre. Ela usa muito os braços e ondulações grandes. Arabesques, giros e chassés são sua marca principal.

Para finalizar este post, assista ao vídeo dela dançando em Shangai a música Yearning, de Raul Ferrando.

Veja + Bailarinas aqui

Odissi e dança do ventre

2 fev

No vídeo acima vemos a bailarina Nandini Ghosal dançando o odissi. O odissi é uma das sete danças clássicas indianas. Originário do leste da Índia, nasceu no templo de Mhari, no estado de Orissa, centro de arte e cultura. Neste templo garotos (isso mesmo, meninos) dançavam com trajes femininos.

O odissi é como a música clássica da dança do ventre. Possui fases. No caso da indiana, são seis.

A primeira é uma reverência à terra e à oração. A segunda é conhecida como Batunriya e é iniciada por um ritmo mais lendo que é acelerado gradualmente.

Depois vem as oferendas ao Senhor, com tomadas do sâncrito. Aí chega a fase Pallavi, onde os gestos típicos chamados de Hastaks aparecem de acordo com a música.

A próxima etapa é a expressão com os olhos. Depois o ritmo aumenta e atinge seu clímax chegando ao final da dança.

Sua principal característica é a dissociação corporal e sua função é equilibrar o masculino e o feminino através dos gestos usados nesta dança.

Cada passo e gesto possui uma técnica diferente que trabalha a coordenação motora completamente por trabalhar pés, olhos, pescoço,  braços e mãos separadamente.

Talvez seja por isto que foi fácil criar a fusão entre dança do ventre e odissi.

O odissi costuma ser apresentado sozinho, dificilmente vemos duplas ou grupos dançando. A não ser que ela apareça como uma fusão ou seja apresentado em grandes shows.

Veja uma apresentação dupla, que infelizmente não sabemos os nomes das bailarinas.

No vídeo abaixo, vemos duas Bellydance Superstars dançando esta fusão.

Os trajes são chamados de Sari. São feitos de seda com abertura para os braços . Costuma usar cintos de prata e muitos enfeites. Os cabelos são sempre presos em forma de nó e adornados com pérolas.

É importante ressaltar que a fusão deve ser harmoniosa. Combinar os elementos das duas danças e tentar evitar ficar com um estilo só. Claro que isso existe muito estudo.

Há outra fusão da dança do ventre com a dança indiana moderna que iremos abordar em outro post.

Gostaram desta fusão?

Veja + Fusões aqui

%d blogueiros gostam disto: