Tag Archives: Samir Mozayek

Hatcha

1 nov

O significado do nome do ritmo hatcha, também chamado de sabamma é desconhecido (quem souber nos avise, por favor), mas sabemos que sua origem está na Síria e Líbano.

Características
É um ritmo lento e muito envolvente. Costuma ser usado em taqsins por ser bem marcado além de permitir que o derbakista brinque com floreios e variações.

Composição
Sua composição parece simples. É um ritmo 4/4: DUM TAKA DUM TAKA, porém dificilmente ele será tocado puro. Normalmente, após o último TA, existe entre parênteses a palavra resto. Aqui é onde o derbakista improvisa muito.

Ele floreado costuma aparecer

DUM TAkaTA TAkeDUM TAkaTa (resto)

Como treinar
Eis um ritmo meio complicado para se treinar. Você até pode pegar seus snujs ou se aventurar no derbake para tocá-lo, mas o grande segredo dele é saber ouví-lo.

Pois é, o início da frase fica fácil de descobrir que se trata de um hatcha, mas quando vem a parte do floreio, complica. Por isso, a dica é treinar o ouvido.  Ouça o ritmo abaixo e perceba suas nuâncias.  Tocado por Mahmoud El Masri e Samir Mozayek.

Dica de passos
Suavidade, delicadeza e emoção são as três palavras chaves para dançar o Hatcha. Como ele é um rimo lento, deixe-se levar por sua melodia e batida e faça com que os outros pensem que você está tocando o ritmo com o próprio corpo.

Movimentos ondulatórios como oito e camelos ficam lindos. Se quiser usar batidas, não abuse. Use em momentos certos e não muito carregado já que o ritmo é bem lento.

Veja + Ritmos aqui

%d blogueiros gostam disto: