Tag Archives: saias

Nova enquete: Com que saia eu vou?

1 ago

Durante o mês de julho perguntamos ao som de qual instrumento você, leitora do Cadernos, mais gosta de dançar. A gente não costuma julgar, mas tínhamos um palpite de que o derbake seria o grande vencedor. E acertamos!

Com 45,31% dos votos, este instrumento de percussão liderou o ranking. Em segundo lugar veio o charmoso alaúde (16,41%).  O violino ocupou o terceiro lugar do pódium com 13,28%.

No mês de agosto, inauguramos a nossa nova enquente: Com qual tipo de saia você mais gosta de dançar? Se não lembra os modelos, reveja nosso post aqui “Saias para dança do ventre”

Beijos para todos e bom início de agosto!

Moda e dança do ventre II: dicas

1 mar

Meninas, aproveitando o clima da SPFW, fizemos um post introduzindo o assunto da moda na dança do ventre, com uma entrevista com Simone Galassi, que possui mais 17 anos de carreira e já vestiu bailarinas como Lulu Sabongi e Kahina.

Nesta semana, a entrevista foca um pouco mais nas formas do corpo, quais as melhores modelos para cada pessoa e alguns toques que podem ser fundamentais para compor o seu visual na hora de dançar.

1) Quais as principais preocupações que uma bailarina deve ter na hora de comprar ou mandar fazer uma roupa?
Em primeiro lugar ela deve conhecer o seu corpo, assim poderá identificar o melhor modelo. Depois, deve se preocupar com a qualidade do figurino. Não há nada pior que um figurino que veste mal ou se desmancha durante o show. O mais importante é provar o figurino antes de comprá-lo e, se possível, em uma loja ou atelier especializado onde um profissional poderá orientá-la.

2) Quais são os melhores modelos de roupas para gordinhas? E para as muito magras?
Para as gordinhas sugiro vestidos com ou sem segunda pele, de cores escuras, são sempre uma boa opção. Mas se o caso é um figurino clássico, um cinto com poucos recortes e uma saia  evasê são ótimas escolhas. Não recomendo as godês, assim como os drapês e lastex. Para as magrinhas, cintos com enchimentos ou amarração lateral, ajudam a ampliar o quadril e as saias godês, evasês ou sereias sempre com muito tecido. Podem abusar de vários modelos, mas devem evitar as saias retas.

3) As franjas também podem ser usadas por pessoas com quadril largo?
As franjas podem sim ser usadas em pessoas com o quadril largo, mas deve-se evitar pedrarias grandes e pesadas.

4) Quais são as dicas de bustiê/top para bailarinas que tem pouco busto? E para quem quer diminuir?
Para quem tem pouco peito, bustiês com recortes no decote, modelos meia taça, frente única ou princesa, com muito enchimento são ótimas opções. No caso de ter muito busto a questão não é diminuí-lo e sim optar por um bustiê confortável, que sustente o peso dos seios. Deve-se evitar os drapeados e bordados muito altos. Os modelos com decote em “V”, são sempre benvindos.

5) Como deve ser a maquiagem da bailarina?
A produção da bailarina deves ser completa desde a maquiagem até o sapato. Não acho cafona quando a bailarina usa a cor da roupa na maquiagem, claro que ela deve usar um degradê de tons, para não ficar com rosto de ¨boneca¨. A verdade é que em qualquer ocasião, dançando ou não, devemos escolher muito bem o “make” e acessórios, para não exagerar e acabar destruindo toda a produção.

Veja + Dicas
Moda e dança do ventre I
Saias para dança do ventre
O brilho das roupas

Saias para dança do ventre

17 nov

Você já acompanhou aqui no Cadernos algumas informações sobre os modelos de roupas usadas pelas bailarinas. Para escolher uma que combina mais com o seu perfil e estilo, que tal conhecer em mais detalhes os modelos de saias? Em geral, elas são conhecidas pelos nomes dos quatro elementos fundamentais da natureza.

A mais comum é a de MODELO ÁGUA, que possui duas fendas frontais na mesma altura e é godê no quadril. É ideal para quem gosta de explorar a silhueta das pernas. Tome cuidado com os tecidos transparentes. Não é por acaso que muitas bailarinas utilizam duas saias sobrepostas. A duplicação dá um efeito ainda mais bonito, pois o volume dos movimentos aumenta. Ótima para giros.

Outra opção com duas aberturas frontais é a de MODELO TERRA. A diferença, neste caso, é do corte, pois possui cós ou elástico na cintura. Tradicionalmente, pede tecidos sem transparências, como seda, cetim, jersey ou liganete. Por isso, não há necessidade de colocar outra por baixo.


Com fendas laterais, a de MODELO AR também leva os mesmos tipos de tecidos da anterior. O motivo? Geralmente são justas ao corpo, com cós e sem elástico. Delineiam mais as formas da bailarina. Evite aquelas com fendas unilaterais, que ficam muito rentes ao corpo, tirando a liberdade dos passos.

As fendas duplas frontais também são usadas nas de MODELO FOGO, saias compostas por quadrados presos ao cós da saia. O resultado você já conhece: sais volumosas com pontas de tecido de diversos tamanhos. Os tecidos podem ser coloridos, tom sobre tom ou de uma cor só.

A estas quatro bases podem ser colocadas variações. Você pode escolher uma saia bem rodada, godê, que fica linda nos giros. Ou optar com um corte reto, que se mantém igual da cintura até os pés. Outra opção são as franzidas com elástico do quadril aos joelhos. As chamadas SEREIAS ficam soltas e rodadas somente na parte inferior das pernas. Algumas também possuem fendas laterais com detalhes em X.

Escolha aquela que mais combina com o seu estilo de dança. E não se esqueça de ensaiar com ela antes de se apresentar. Além de verificar o tamanho, você se acostuma e evita surpresas desagradáveis.

Veja + Dicas aqui

%d blogueiros gostam disto: