Tag Archives: romina maluf

Arrasou!!! – Desfile da Griff Bellystars

8 jun

Meninas, comemorem!!

A partir de hoje teremos uma nova coluna no Cadernos – Arrasou!!!- e, com ela, teremos mais novidades. Vocês lerão posts curtinhos para destacar alguma foto, apresentação, roupa, acessório, entrevista e o que mais encontrarmos de bom por aí. Assim ajudamos a difundir informações, destacar o trabalho de profissionais e amadores da dança do ventre e, claro, dar ideias para as suas coreografias, apresentações e roupas.

Para inaugurar a coluna, um desfile de roupas da Griff Bellystars, de Curitiba (PR), assinada pela estilista e bailarina Kelly, que ocorreu no dia 07 de maio de 2011, durante o 7.º Encuentro Internacional de Danzas Árabes del Nordeste Argentino, e que chegou na internet nesta última semana.

E aí, o que acharam das roupas? E da postura e apresentação das bailarinas-modelos? Qual a sua roupa preferida?

Retrospectiva: Bailarinas

31 dez

Foram 27 divas da dança, que você pode amar, se descabelar quando vai no workshop, babar no teclado vendo vídeos no Youtube. Ou simplesmente achar a roupa vulgar, as carinhas exageradamente sofridas ou achar que as suas colegas de escola dançam muito mais.

Não importa o motivo, sempre temos algo a aprender com essas mulheres que fazem a história da dança do ventre. Do Brasil, duas participantes: Lulu SabongiSoraia Zaied.

Do grande time internacional e com mais tempo de carreira Azza SharifTahia CariocaSouhair Zaki, Samia Gamal, Nagwa FouadNaima AkefNadia GamalFifi AbdoFarida Fahmy. Também de terras orientais, as famosas Raqia HassanRanda KamelMona El SaidDinaAsmahan.

A América do Norte veio representada pelas representantes do grupo mais famoso de dança do ventre, o Bellydancer Superstars, Amar GamalAnsuyaPetite JamillaRachel BriceSonia e, claro, Jillina.

A onda latina chegou da Europa e da América do Sul com a espanhola Alika, a venezuelana Samira Hayek e as argentinas Angeles CayunaoRomina Maluf e Saida.

Em 2011 queremos divulgar a dança de outros países em mais biografadas. Aguardem!

Hip hop e dança do ventre

15 dez

Uma das fusões mais modernas com a dança do ventre e que remonta ao final dos anos 90 e início dos anos 2000 é a modalidade com hip hop, também chamada de “belly hop”. Achou interessante?

Saiba que antes de começar a se arriscar, você precisa de um bom preparo físico, em especial de alongamento das articulações e músculos dos membros superiores, muito utilizados em ondulações de mãos, braços e círculos de peitoral. Além disso, você deve ter conhecimentos consolidados sobre as duas modalidades.

É o caso da professora e bailarina Nalu D’Alessandro. “Sempre gostei de dançar, independente do tipo de dança. E como eu já tinha feito hip hop, fiz esta fusão.” Ela contou que fez tanto sucesso que foi convidada para ministrar workshops.

Em geral, nesta fusão são usadas músicas modernas, pop ou do próprio tribal. O vestuário também complementa. “Não há um padrão, já que é muito recente”, afirma a bailarina mineira, que já usou calças com cintos de metal, top de moeda, luvas e pulseiras de metal em suas apresentações.

São característicos os “passos ondulatórios como, por exemplo, o camelo, o reverso (camelo invertido ou egípcio)”, típicos da dança do ventre. Aqui, as semelhanças com outro estilo de fusão, o tribal, ficam ainda maiores. Já as paradinhas, ou “breaks” do hip hop também são usados aqui para marcar o ritmo com o corpo. O trabalho dos pés escorregadios no estilo “Moonwaker”, imortalizado por Michael Jackson também são usados.

A bailarina Anasma afirma em sua série de vídeos didáticos que ambas as danças compartilham do isolamento das partes do corpo e que isso é usado para que elas se comuniquem de forma orgânica.

É comum vermos performances que misturam tanto a música quanto os passos. Em outras utiliza-se a música típica do hip hop com movimentos da dança do ventre. Já algumas bailarinas fazem o oposto e capricham na dança do ventre enquanto o Beat Box rola solto ao vivo. Quer um exemplo, entre no YouTube e confira.

**Colaborou com este post: Nalu D’Alessandro – Profissionalizou-se na dança do ventre em 2007. Fez cursos e workshops com profissionais nacionais e internacionais, dentre eles: Romina Maluf (Argentina), Amar Gamal (EUA) e Kaeshi Chai (EUA). Desde 2008, integra a Cia Kalua Fusion. Atualmente ministra aulas na Escola de Danças Nanda Najla – Ventre e Fusão e faz faculdade de terapia ocupacional.

Veja + Fusões aqui

%d blogueiros gostam disto: