Tag Archives: movimentos com véu

Véu Fan

4 ago

A dança do ventre pode ser antiga, mas uma de suas características mais interessantes é que sempre se mantém atualizada e em desenvolvimento, incorporando inovações e aspectos de outras danças. O véu fan, também conhecido como véu leque, é um exemplo de acessório que só começou a ser explorado em meados dos anos 2000. Super recente, não?

Não se sabe exatamente quem começou a utilizá-lo na dança do ventre, porém a influência original foi a dança oriental, em especial, a coreana, conhecida como Buchaechum, e Odori, a japonesa. Veja no nosso canal do Youtube uma apresentação da fan dance original dos países do Oriente. Compare como são os movimentos e você notará que na nossa bellydance, um véu de seda, foi adaptado para o leque. Repare também que a fan dance influenciou também o uso dos abanicos, leques enfeitados, na dança do ventre.

O véu pode ter diversos tamanhos, mas, em geral, é de 1,50 x 0,70, de 1,70 x 0,70 ou ainda de 2,0 X 0,70 cm.

Para se dar bem com este acessório você precisa treinar os mesmos aspectos da dança com o véu tradicional: equilíbrio, meia ponta alta, postura e leveza. Mas, não se engane. Você precisa fazer bastante força, para manter o véu fan em constante movimento.

Você pode fazer efeitos de ondas grandes e lentas, pequenas e rápidas, de formas circulares (girando os braços ao lado do corpo ou em cima da cabeça, na horizontal), usá-lo como uma cortina, na vertical, ou como um rio na horizontal. Movimentos feitos com véu comum também podem ser repetidos aqui, com as adaptações necessárias.

Acima, assista a performance da bailarina gaúcha Lili Zahira. Não perca também a linda apresentação de Yallar, que assume a frente do grupo Yallaraks. Inspire-se com os vídeos selecionados e solte a sua imaginação!

Veja + Acessórios de dança
Véu duplo
A dança da espada
Dança com pandeiro
A delicadeza das tacinhas
Dança do jarro
Bengala ou bastão
Os snujs
O véu na dança do ventre

O véu na dança do ventre

9 jun

São muitas as explicações para o uso do véu na dança do ventre. Em árabe é chamado de Hijab, que significa algo que separa duas coisas. Levando para o lado místico, o véu é o conhecimento oculto ou relevado e esta mudança de significado depende se ele está sendo usado ou retirado durante uma apresentação. É exatamente por isso que ele é tão encantador.

É comum algumas bailarinas, principalmente as iniciantes, começarem a se apresentar com o véu. É uma maneira de elas se sentirem mais seguras e irem se revelando aos poucos da mesma forma que o público cria expectativa por sua revelação. Além disso, ele pode dar grandes efeitos a alguns movimentos e até disfarçar truques e tropeços.

Há movimentos que são próprios do véu como tufão, asa de anjo, tenda, bandeja, noiva, encharpe…enfim..são tantas maneiras de dançar que não existe fórmula fechada. Tudo depende da criatividade e treino da bailarina. O treino é muito importante, principalmente se for fazer malabarismos e movimentos complicados.

O público consegue perceber quando o véu faz parte da bailarina ainda mais quando ela brinca com ele para demonstrar leveza e delicadeza. Mas de nada adianta se não houver uma boa postura e braços alongados. Uma dica é não usar roupas com apetrechos que possam prender o véu durante a apresentação. Cuidado com véus que já tenham miçangas, eles são mais pesados, podem enroscar e ainda machucar você.

Assista ao vídeo com a apresentação da bailarina Lulu Sabongi (breve biografia dela aqui no Cadernos). Ela inicia a coreografia e só depois pega o véu para dançar.

Originalmente, os véus foram introduzidos na dança do ventre pelas bailarinas russas, mas logo foram aprimorados pelas ocidentais, em especial as americanas. Dificilmente vemos uma egípcia usando um. O tecido pode ser vual, organza, creep e até seda pura. Tudo depende de quanto você pode gastar e do efeito que deseja produzir. De uma cor só, coloridos, estampados, manchados..  vai do gosto e da personalidade da bailarina. Para saber o tamanho é fácil: abra os braços. O véu deve ter o comprimentos dos seus braços abertos mais três dedos de cada lado e para a altura, basta medir do nariz até o meio da canela.

Veja + Acessórios aqui

%d blogueiros gostam disto: