Tag Archives: Marrocos

Bendir

19 out

Outro instrumento de percussão muito usado na música árabe é o bendir (também chamado de erbeni, arbani e bandir). Da família dos membranofones, funciona como um tamborim, ou seja, seu som é produzido pela vibração de duas cordas esticadas junto ao couro.

Você já viu um bendir? Trata-se de um cilíndro de até 70 cm de diâmetro e 20 cm de profundidade. Lembra a aparência do pandeiro ou do tar, porém não possui os pratos metálicos.

É original do Norte da África e era tocado no Egito antigo, Mesopotâmia, Marrocos e Algéria. Hoje, ainda é usado em diversas músicas, folclóricas ou não, em especial nas cerimônias Sufi, Zaar e na música Berber.

Deve ser segurado com o apoio do dedão da mão esquerda que fica encaixado em um furo da estrutura de madeira, enquanto é tocado com a mão direita. O som pode variar de intensidade e duração, de acordo com a posição que os dedos batem e, claro, conforme o couro estiver esticado.

Escolhemos o vídeo abaixo para você ver como é a aparência de um bendir e conhecer o seu som.

Veja + Instrumentos aqui

Darig

27 set

A origem do ritmo darig (darij) é na região da Pérsia e Turquia, mas foi muito difundido pela Argélia, Marrocos e Tunísia. Por isso, além do darig, encontramos o darig tunesi e o darig samahi.

Características
É comum encontrar este ritmo em músicas que lembram valsas, músicas clássicas como Alf y Leyla, por causa dos seus três DUMs e também na Guedra, que em breve estudaremos aqui no Cadernos.

Como ele pode ser tocado de três maneiras, o jeito mais fácil de diferenciar é acompanhar a localização do DUM.

Composição
O darig é um ritmo 6/4. A sua forma original é simples e começa com um forte DUM.

DUM TAK DUM DUM TA

De forma floreada, ele aparece assim:

DUM TAKATAKATAK TAKATAKA DUM DUM DUM TAK TAKATAKA

Ouça a faixa do Cd Jalilahs Raks Sharki Vol 4 e acompanhe o ritmo e depois ele inserido em uma música.

A versão Samahi, possui somente três DUMs na sua leitura, um a menos do darig puro. Ele fica assim:
DUM TAKATA TAKATA TAKA DUM TAKATA TAKATA TAKA DUM TAKATA TAKATA TAKA.

Lembram do ritmo Samai? Sim, é parecido. O que muda é que o samai é um ritmo 10/8 e o darig samahi, 6/4. Acompanhe a faixa do mesmo cd e ouça o darig samahi.

Na Tunísia, o darig é tocado de uma outra maneira.

DUM TA TA DUM TAKA
Veja abaixo como ele aparece nas músicas.

Como treinar
Pegue seus snujs e bata os DUM com as duas mãos para que ele saia mais forte que os TA e os KA, que podem ser tocados variando de uma mão para outra. Porém, este ritmo não costuma ser tocado pelas bailarinas, logo fica como treino para entender a estrutura e as diferenças entre cada darig.

Se preferir treinar com movimentos de dança do ventre, varie entre batidas fortes e leves.

Dica de passos
Se a sua intenção for dançar este ritmo em músicas clássicas e valsadas, use e abuse de passos clássicos como batidas, toques árabes e até deslocamentos nos DUMs.

Você pode variar entre marcar e fazer movimentos ondulatórios como camelos e oitos. Se ele aparecer com melodias, alterne entre segui-lo ou deixar-se levar pela música em si. A interpretação vai de acordo com a música inteira e não o ritmo puro, já que ele pode aparecer em diversas canções.

Veja + Ritmos aqui

Masmoudi

26 jul

Você se lembra do ritmo Baladi? Pois bem, o Masmoudi lembra muito a composição deste ritmo quando tocado de forma lenta. Algumas fontes afirmam que é da Andaluzia, enquanto outras indicam que deriva da palavra “masmouda”, nome de uma região ao oeste de Marrocos. A tradução literal se refere a algo que se assemelha a uma base ou suporte, talvez por isso seja tão utilizado e apresente muitas semelhanças com outros ritmos.

Composição
Sua forma básica é de 8/4 tempos e é chamada de Masmoudi Kebir ou Grande Masmoudi (Masmoudi três DUMs). Quando este ritmo é tocado com tempo 4/4 é chamado de Masmoudi Saghir, Pequeno Masmoudi (Masmoudi dois DUMs). A notação gráfica é assim:

Masmoudi Kebir
DUM DUM TAKA TAKA TA DUM TAKA TAKA TA TAKA TAKA TA

Masmoudi Saghir
DUM DUM DUM TAKA DUM TAKA TAKA TAKA TAKA TA
ou
DUM DUM DUM TAKA DUM TAKA TAKA

Em resumo, repare que o ritmo é composto por duas frases de quatro batidas.

Características
O ritmo aparece em músicas clássicas, modernas e até em tribais e gawazzees. Na sua versão Kebir é longo, de oito tempos, e é mais utilizado em solos e em clássicas. É também conhecido como Masmoudi de Guerra, pois sua cadência é considerada mais agressiva. Desta forma, a velocidade diminui e a música fica com mais variações. Já o Masmoudi Saghir, é também conhecido como Masmoudi Caminhando, por ser um ritmo mais fluido.

Como treinar
Como se trata de um ritmo longo, você pode começar treinando a primeira frase e depois a segunda, separadamente. Aos poucos, treine a união de ambas, tocando sem parar a ligação. Acompanhe as duas versões que selecionamos para este post e comece a praticar.

Dicas de passos
Na versão mais lenta é possível usar desde batidas laterais, para marcar com ênfase os DUMs e twists, até ondulações. Já na outra versão, você pode fazer deslocamentos com básicos egípcios para frente e atrás e marotos.

*Faixas do CD Jalilah’s Raks Sharki Vol 4

Veja + Ritmos
Jerk
Maksoum
Bolero
Malfuf
Baladi
Ayub
Said

%d blogueiros gostam disto: