Tag Archives: gaita

Albogon ou albogue

7 dez

Albogue ou albogón (também chamado de albokaris ou albokas) é um instrumento de sopro antigo, de provável origem asiática e seu nome vem do termo “al-booq”.

Usado na Europa desde a ocupação moura, passou pelo Renascimento com variedades de tamanhos e sonoridades. Tornou-se típico da região da Espanha, em especial, nas festas de regiões rurais.

Conforme foi adaptando-se às culturas e regiões, passou a receber outros nomes. Porém, em qualquer uma dessas, sua estrutura básica é a mesma: um tubo de madeira em forma de cone, com aproximadamente 10 cm e de 5 a 7  furinhos, que lembram os da flauta doce. Para tocar é necessário soprar uma embocadura que possui duas linguetas.

Diz-se que era usado como baixo nos concertos e que seu som é

semelhante a chamada “gaita galega”, embora as pesquisas sobre ele indiquem que ora é semelhante a uma corneta, ora a um sax.

Gostou? O estudioso Mariano Barrenechea escreveu “Alboka, entorno folklórico”, um livro que descreve como construir um instrumento deste e como ornamentá-lo.

Veja + Instrumentos aqui

Anúncios

Trilha sonora: Rock e Derbake

17 jul
Quem disse que rock e música árabe não tem nada a ver? Em 1994, Robert Plant (vocal e gaita) e Jimmy Page (guitarra), ex-Led Zeppelin, convidaram nada menos que Hossam Ramzy e, pelo menos, outros dez músicos do Oriente Médio para tocar no álbum e na turnê “No Quarter- Unledded” (1995-1996). O disco, um acústico com clássicos da banda, saiu pela Atlantic Records e foi gravado no Marrocos, Londres e País de Gales.

O resultado? O álbum ficou entre os quatro primeiros colocados da Billboard Pop Albums e ganhou um disco de ouro e outro de platina. Algumas músicas gravadas com influências da música árabe são: “Wah Wah”, “Wonderful One”, “Yallah” (ou “The Truth Explodes”) e “City Don’t Cry”.

No dia 13 de julho comemorou-se o Dia do Rock. Por isso, escolhemos esta união um tanto diferente para registrar no Cadernos. Na apresentação abaixo, a interpretação da música Kashmir, ao vivo, na Califórnia. Repare no som do derbake e no próprio Hossam Ramzy, que aparece em alguns momentos.

Farouk El Safi, um renomado derbakista que participou do projeto, em entrevista para um site (em inglês), afirmou que a experiência mudou a sua vida e a relação que o Oriente possuia com a música Ocidental, em especial com o rock. Abaixo, leia um pequeno trecho da entrevista (tradução livre):

Como Led Zeppelin conheceu Hossam Ramzy?
“Embora Hossam Ramzy seja um músico egípcio, ele era praticamente um baterista de rock, tocando com baquetas. Nos anos 70 viveu no Reino Unido tocando com vários músicos árabes. Ele tinha um bom inglês e facilidade para conversar com as pessoas. Ele sempre contava para todos sobre a música árabe e conheceu o Led Zeppelin nestes círculos de amizades. Eles queriam combinar música árabe com rock’n’roll e gostariam de ter um derbakista nas apresentações. Como o inglês de Hossam era melhor do que qualquer outro músico, foi o primeiro selecionado pelo Led Zeppelin para tocar.”

%d blogueiros gostam disto: