Tag Archives: dança das flores

Dança das flores

24 nov

Esta modalidade de dança do ventre está ligada à natureza. As camponesas egípcias realizavam a colheita durante a primavera e para comemorar a fartura e também aliviar o trabalho árduo, elas dançavam.

Na região da Arábia Saudita, é comum ter apresentações de dança nas quais as bailarinas distribuem flores ao público. As músicas geralmente são alegres e as bailarinas costumam dançar também em dias festivos.

A bailarina pode dançar com as flores na mão, mas é mais comum que utilize um cesto que pode ter tanto a flor inteira como somente as pétalas. Não existe uma roupa específica, porém, é costume usar uma saia mais rodada por causa dos movimentos que são feitos.

Você pode brincar com o cesto, assim como o jarro. Coloque-o no ombro, na cabeça, ao lado do quadril enquanto passeia pelo palco ou realiza movimentos ondulatórios ou batidinhas. Além disso, você pode fazer movimentos com a própria cesta como oitos com os braços. Não há idade para se dançar a dança das flores.

É um charme jogar algumas pétalas pelo caminho enquanto realiza deslocamentos e até mesmo entregar algumas flores para o público. Como é um folclore ligado à terra, costuma ser dançado com os pés no chão.

Tem algum vídeo dançando com flores? Mande o link pra gente!

Veja + Acessórios aqui

Falahi

2 ago

Acredita-se que o ritmo Falahi (felahi, fallahi ou felahim) foi criado pelos camponeses egípcios, os falahims, e era tocado enquanto preparam a terra para a colheita ou durante o pastoril de cabras e camelos.

Características
Ele é um Maksoum acelerado e costuma aparecer em músicas clássicas, derbakes, para acelerar a melodia, e principalmente nos folclores ghawazee, falahi (mesmo nome do ritmo), que serão abordados em breve aqui no Cadernos e também na dança do jarro e das flores.

Composição
Ele tem o compasso 2/4. Puro ele fica assim: DUM TATA DUM TA. Muitos músicos gostam de brincar com este ritmo e ele acaba saindo assim: DUM TAKATA DUM KATAKA

Como treinar
Com os snujs, bata com as duas mãos para marcar o DUM, assim o toque sai mais forte, e uma outra para marcar o TA. Se preferir, pode intercalar as mãos. Como ele é curto, vale tentar tocar ele floreado. Para isso, basta tocar cada parte com uma das mãos que fica bem fácil.

Dica de passos

Como é um ritmo bem acelerado com batida marcante é mostrar que você sabe que é ele que está ao fundo. Brinque com marcações de quadril, tremidos e pernas. Movimentos muito elaborados com os braços podem ser deixados para outro ritmo. Esse é vivo demais para você não dar atenção a ele.

Ritmo retirado do Cd Jalilah’s Raks Sharki Vol 4

Veja + Ritmos
Masmoudi
Jerk
Maksoum
Bolero
Malfuf
Baladi
Ayub
Said

%d blogueiros gostam disto: