Tag Archives: Angeles

10ª Festa de Danças Árabes – Studio Rose dos Véus

4 dez

Famosa pelos véus que cria e usados por bailarinas internacionalmente famosas como Saida Helou, Angeles, Romina Maluf, Rose Dos Véus convida para a festa de comemoração de 10 anos de sua escola de dança.

O destaque fica para as alunas e professoras Kelly Obara, Samra Hanan, Criz, Sheila e Bethe. Alika Hanan, que já se apresentou no VII Encuentro Patagonico de Danza Árabe e no EIDA 2010, evento do Amir Thaleb, também estará presente.
O espetáculo fará uma retrospectiva dos eventos desta década da escola com apresentações folclóricas, clássicas e modernas. Tudo regado a muita música, shimis e claro, comida típica.

Com quem? Alika Hanan e professoras Kelly, Samra, Criz, Sheila e Bethe.
Quando? 11/12 (sábado), às 20h
Onde? Espaço Cultural R.A., Rua Flórida, 108 – Brooklin
Quanto? R$ 30,00
Mais informações: 3726-8419 /9291-7115

Angeles Cayunao

28 out

Angeles Cayunao é argentina e teve desde cedo aulas com grandes mestres como Amir Thaleb. Assim como a maioria das bailarinas do país latino americano, Angeles possui um estilo bem extravagante. Dona de coreografias acrobáticas como aquela com duas espadas ou com wings, já vistas aqui no blog, ela é conhecida por seu glamour.

Angeles ministra aulas em sua academia chamada “Academia Integral de Danças Do Sul” e atualmente possui mais de 350 alunas. Além disso, é jurada internacional em diversos concursos pela América Latina como no Chile, México, Uruguai, Brasil dentre outros países. Sem contar as viagens mundo a fora para se aperfeiçoar com os egípcios Raqia Hassan e Doaa Sallam, as brasileiras Amara Saddeh, Isis, Lunah e Anthar e espanhola Samira Hayek.

Junto com Mario Kirlis, no grupo Balé das Noites Árabes, viajou pelos continentes em workshop e shows. Com sua atual companhia, também se apresenta pelos países apaixonados pela dança do ventre. Assista ao ensaio de uma rumba que ela dançou em São Paulo.

Suas roupas são muito trabalhadas, usa coroas ora de strass ora de penas, sempre muito coloridas e com belos decotes. As fendas são as marcas registradas desta bailarina. Todos seus movimentos são grandes e bem marcados e ela costuma dançar músicas modernas e muitas vezes em companhia com seu grupo de dança. Nota-se algumas influências do jazz em sua dança bem como o show business da dança do ventre (acessórios e roupas exageradas, músicas modernas e com batidas fortes e até acrobacias).

Assista abaixo uma apresentação dela na Argentina. Ela dançou essa mesma coreografia em São Paulo há uns 3 anos pela escola Luxor.

Se quiser conhecer mais sobre esta bailarina, acesse o site dela em espanhol: http://www.angelescayunao.com

Veja + Bailarinas aqui

Véu Wings

25 ago

Neste vídeo, vemos a bailarina Amar Gamal dançando com o véu wings. Infelizmente, não há muita pesquisa a respeito da origem deste véu na dança do ventre. Alguns dizem que é uma adaptação das imagens e rituais da Deusa Ísis, sendo que ela teria se transformado em uma ave para cantar suas lamentações. Outros falam que foram as americanas que introduziram este acessório em formato de asa para chamar a atenção do público.

Independente das especulações, sabe-se que este acessório está na moda. Muitas bailarinas, famosas ou não, usam o véu wings em suas apresentações. Ele também é chamado de véu borboleta e asas de anjo (Isis Wings, Alas de angeles…) por causa do formato em asas e pode ter várias cores e feito em diversos tecidos. Esse dafoto abaixo, por exemplo, foi confeccionado pela Rose, dona do Rose dos Véus Studio de Dança, e equipe, em seda.

No início, eram plissados e de uma cor só, mas hoje costumam ser coloridos, fruta cor e até de seda. Pode até ter só um lado da asa. Na hora de escolher, vai personalidade de cada bailarina. Existe um tamanho padrão de 3 metros para cada asa e uma altura de 1,50 m, mas você pode ir em ateliês e fazer um sob medida.

Eram muito caros quando ficaram famosos, mas hoje estão com o preço mais conta em razão da quantidade de pessoas que produzem esses véus. Existem dois modelos básicos: egípcio e argentino. O primeiro possui um velcro que você prende no pescoço, limitando o uso do véu como borboleta.

O argentino não tem isso, é uma faixa mais comprida, e assim é possível brincar com o véu de diversas maneiras: você pode colocá-lo no pescoço, cintura e fazer todos os movimentos que costuma realizar com um véu normal como helicóptero, asa de anjo, leque…além de outros tipos de giros.

Dançar com o véu wings parece fácil, mas engana-se quem pensa assim. Você precisa ter domínio dos movimentos, por isso, não fique achando que este ornamento vai esconder a sua dança.

Sem contar que uma ótima postura e força nos braços são fundamentais para que os passos saiam bem executados ao mesmo tempo que leves.

Geralmente, as bailarinas escolhem músicas modernas, com batidas fortes e usam o véu como entrada de um show. A argentina Angeles criou uma coreografia para lá de moderna na qual ela não larga o véu de jeito nenhum. É uma dança que exalta este acessório, a flexibilidade e a habilidade da bailarina.

Para quem gosta de algo mais clássico, dá para dançar uma música mais lenta, basta manter o tom de mistério. Mas na maioria das vezes ele é usado em entradas para chocar o público e passar a impressão de que a bailarina voa pelo palco.

Viu alguma apresentação com wings e achou maravilhosa? Coloque o link nos comentários para a gente ver!

Veja + Acessórios de dança aqui

%d blogueiros gostam disto: