Saida

16 dez

 

É difícil encontrar quem resista aos encantos da argentina Saida. Com seu estilo moderno e, ao mesmo tempo, sua postura clássica ela conquistou o mundo ao lado do músico Mário Kirlis e banda.

Sua forte presença na América do Sul, em especial por aqui, vai além da proximidade de fronteiras. Em geral, as brasileiras gostam da sua capacidade de dissociação corporal e da inventividade das coreografias, com muitos passos e poucas repetições.

Verônica Helou, filha de sírios, formou-se em Análise de sistemas pela Universidade de Palermo. Começou a dançar em 1983 e teve aulas com Olga Ferri, Ricardo Rivas, Rina Valver e Enrique Lomi. Em 1991 passou a ter aulas com o mestre Amir Thaleb, três anos depois, já tinha uma escola e, em 2002, formou o corpo de baile Rakkasah.

Entre arabesques e cambrês, movimentos muito utilizados pela bailarina, conquistou o mundo e entrou para o Bellydancer Superstars. Atualmente, está casada com Yami Announ, também bailarino, e mesmo gravidíssima apresenta-se com todo o charmoso barrigão de mãe.

“La reina”, como é chamada pelas fãs de sua terra natal, não costuma usar muitos acessórios e privilegia passos e jazz e balé clássico para deixar na dança do ventre a sua marca. Partes do corpo totalmente isoladas, quadril forte e alongamento absoluto são suas principais características. Tudo isso emoldurado por roupas diferentes, ricas em detalhes e que inspiram bailarinas de todos os lugares: modernas, com pouco ou nenhum bordado, trabalhadas com strass ou com as tradicionais franjas no cinturão.

Em entrevista para um site gringo, ela afirma que o mais importante quando dá aulas é informar seus alunos sobre a história, os ritmos e a técnica, pois não foram conhecimentos muitos explorados durante sua educação. O bate-papo é ótimo e recomendamos para quem arrisca no inglês.

Já em entrevista para a brasileira Renata Lobo, Saida afirmou que “as mãos devem ser as joias que embelezam a bailarina” e que é “difícil complementar a técnica com a expressividade”. Quanto a isso nós espectadores não temos dúvida de que ela é capaz, não é mesmo?

Veja + Bailarinas aqui

7 Respostas to “Saida”

  1. Hanna Aisha dezembro 16, 2010 às 9:21 pm #

    Eu admiro e respeito, mas não sou uma “encantada” por ela porque acho seus movimentos muito montados e apressados, ela não tem nenhuma essência de Raks Sharqi. O que é absolutamente comum entre as bailarinas argentinas.

    PS: ela não era esposa do Mario Kirlis?

    • Cadernos de dança do ventre dezembro 17, 2010 às 10:37 am #

      Oi, Hanna!
      Tem muita gente que pensa como você sobre a Saida e é verdade que ela tem os movimentos gigantes…mas vemos que para as mais tímidas é interessante estudar esta bailarina para se soltar mais, sabe? Perder a vergonha de dançar com o corpo inteiro. O legal é que tem tanta bailarina com diversos estilos que podemos pegar o que achamos melhor de cada uma =)
      e quanto ao seu PS, ela não é esposa do Mario Kirlis. O marido dela chama Yammil. Tem vídeos deles no youtube dançando. Uma graça…quem sabe não vai para a nossa videoteca?
      Beijos e volte sempre

      • Esther dezembro 15, 2011 às 10:31 pm #

        Se levarmos em consideração que a dança egípcia NÃO É o único estilo de dança do ventre e pararmos de condenar as bailarinas que seguem uma linha diferente, veremos que a Saida é sim uma bailarina maravilhosa, cheia de técnica tanto de quadril quanto em termos de fusão com o estilo latino. Estou cansada de gente que quer colocar a dança do ventre egipcia numa redoma ou num altar de adoração. Cultura que se funde é cultura rica. Adoro a Saida.😉

  2. Bruxinha janeiro 27, 2012 às 3:46 pm #

    Puxa, Esther…onde é que assina rsrsrs? Já foi-se o tempo que eu achava que o estilo egípcio era o “certo”…hoje em dia abri minha mente e agora a Saída- entre outras, como por exemplo, as turcas e libaneses- fazem parte dos meus estudos!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention Saida « Cadernos de Dança -- Topsy.com - dezembro 17, 2010

    […] This post was mentioned on Twitter by Jéssica Ispada, Cadernos de dança . Cadernos de dança said: Quem aí curte a Saida? http://bit.ly/g5nyId No blog, uma breve bio da bailarina argentina #dancadoventre […]

  2. Retrospectiva: Bailarinas « Cadernos de Dança - dezembro 31, 2010

    […] A onda latina chegou da Europa e da América do Sul com a espanhola Alika, a venezuelana Samira Hayek e as argentinas Angeles Cayunao, Romina Maluf e Saida. […]

  3. Ao mestre com carinho: Saida e Shanan « Cadernos de Dança - março 15, 2011

    […] Agora é a vez das argentinas Saida e Shanan. Se você é leitora assídua do Cadernos sabe que Saida começou na dança em 1983 e dez anos depois abriu a sua escola. Shanan entrou para a escola em […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: