O alaúde

20 jul

Um dos instrumentos mais tocados em solos de taksim é o alaúde, também chamado de oud. É uma espécie primo do violão e das violas, também é de cordas e possui uma caixa de ressonância de madeira (pinho) arredondada e em forma de gota ou pêra, e um braço, em geral, curto e com trastes. As cordas são duplas e de tripa torcida. Em geral, possui cinco cordas duplas – mais graves- e uma simples – mais aguda-, porém também existem modelos de até dez cordas. Pode ser tocado com batidas, mas nas músicas de dança é dedilhado. Costuma ter muitos detalhes, em especial, padrões geométricos em torno da boca da caixa e rosetas, ou rosas, e é afinado em lá ou sol.

A palavra alaúde possivelmente tem origem da palavra persa “rud”, que significa corda, e da palavra árabe “al’ud”, madeira. Existem registros de que o alaúde já era utilizado no século VII, na Pérsia, e em diversas regiões do mundo antigo, como no Egito, Grécia, Roma e China, entre outros.

O instrumento foi introduzido na Península Ibérica na época da ocupação moura, e recebeu o nome de “laud”, na Espanha, e “laude”, em Portugal. Porém, foi muito utilizado durante o Renascimento e voltou a ficar conhecido no século XIX, quando recebeu adaptações para assumir a forma que conhecemos hoje.

Leitura musical
O som é intenso, por isso, é facilmente relacionado aos tremidinhos relaxados e lentos. Nós podemos utilizá-los para enfatizar toda a tensão que sentimos das cordas na música e combinar com ondulações.

Você pode optar por alternar entre a melodia e os tremidos diversos que conhecemos, lembrando de marcar também a intensidade e, principalmente, as pausas do taksim. Os braços ficam bem leves, afinal este é o momento de servirem de adorno ao quadril.

Quando o alaúde aparece nas músicas, quase nunca há voz de cantor e é muito difícil encontrar bailarinas que façam boas leituras de solos de alaúde. Por isso, além de dominar os movimentos, a interpretação se torna fundamental para exprimir o que o taksim te transmite enquanto dança.

Nada de sorrisos escancarados: vá para introspecção. Desperte o sentimento dentro de você, se entregue à melodia e curta cada tom tocado por este instrumento lindo. Abaixo, selecionamos uma música para você treinar. Aumente o volume, coloque seu lenço de moedas e divirta-se!

*Faixa do CD Moroccan Bellydance, de Chalf Hassan. Faixa 10- Oud Improvisation.

Veja + Instrumentos
Derbake, tabla ou doumbek
Rababa
Mizmar
Snujs

8 Respostas to “O alaúde”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Kanoon « Cadernos de Dança - julho 27, 2010

    […] + Instrumentos Alaúde Derbake, tabla ou doumbek Rababa Mizmar […]

  2. Mijwiz « Cadernos de Dança - agosto 3, 2010

    […] + Instrumentos Kanoon Alaúde Derbake, tabla ou doumbek Rababa Mizmar […]

  3. Mazhar « Cadernos de Dança - setembro 7, 2010

    […] + Instrumentos Dohola Kawala Arcodeon Violino Mijwiz Kanoon Alaúde Derbake, tabla ou doumbek Rababa Mizmar […]

  4. Buzuq « Cadernos de Dança - setembro 21, 2010

    […] os ciganos do Líbano e da Síria, o bazuq (buzuq, bouzouk) tem origem grega e é como se fosse um alaúde menor, tanto no braço quanto na caixa […]

  5. Videoteca: Taqsim (Nagwa Fouad e Lulu Sabongi) « Cadernos de Dança - outubro 1, 2010

    […] solos de taqsim dos mais diversos instrumentos, como o de violino, kanoon, alaúde, acordeão, nay, rababa, teclado e assim vai. Cada instrumento exige um tipo de movimento […]

  6. Retrospectiva: instrumentos « Cadernos de Dança - dezembro 29, 2010

    […] 2) Alaúde Em taqsins, difícil de fazer e de resistir aos tremidinhos. […]

  7. Badia Masabni « Cadernos de Dança - fevereiro 10, 2011

    […] nas orquestras árabes os instrumentos populares, misturando-os aos clássicos. Assim, violinos, alaúdes e outros passaram a acompanhar o derbake, riqq, daff entre outros. Como efeito, os ritmos […]

  8. Andaluz « Cadernos de Dança - março 30, 2011

    […] instrumentos mais usados neste estilo são o alaúde, rebab, darbuka, pandeiro, cítara e […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: