Tag Archives: los angeles

Basiit

15 nov

Foi muito dificil encontrar informações suficientes a respeito deste ritmo chamado Basiit, porém, é importante estudarmos sua estrutura já que ele pode ser confundido com o bolero, ritmo que já vimos aqui no Cadernos. Da mesma forma que o bolero, o basiit costuma aparecer em taqsins.

Se alguém tiver mais informações sobre o Basiit, por favor, escreva aqui nos comentários.

Composição
Aqui aparece a diferença entre o bolero e basiit. Enquanto o primeiro é um ritmo 4/4, o segundo é 6/4. A diferença vem pela quantidade de Dum.

A frase completa do basiit aparece assim:

DUM _ TA DUM TA TA TAKATA TAKAT _ TA

Mas na sua forma floreada, pode aparecer

DUM KA DUM TAKATA KA TA KA DUM KA TA KA

(ritmos retirados do site www.khafif.com)

Características
Como visto, é um ritmo que pode ser tanto lento quanto rápido, por isso, exige que a bailarina saiba reconhecer o que está ouvindo. Você pode encontrá-lo em músicas clássicas, em solos de derbake na hora da transição entre ritmos e também nas músicas com toques mais latinos.

Como treinar
Este ritmo exige um pouco de habilidade manual e ouvido para ritmo, já que possui umas pausas na sua frase. Mas para tocá-lo, é como qualquer outro ritmo. Com as duas mãos, bata para marcar o DUM, e bata o TA com a mão direita e o KA com a esquerda. Se preferir, pode inverter as mãos.

Observe que na frase, hora está escrito TA, ora ta.  Isso demonstra a força da batida que ouvimos no ritmo. É extremamente importante diferenciar isto na hora de tocar.

Dica de passos
Quando encontrar o basiit mais lento, use e abuse da sua expressividade. Deixe o ritmo tomar conta de você e aproveite para fazer ondulações longas e de vez em quando marque um DUM com o seu corpo. Quando encontrar a forma mais rápida, deixe seu lado latino tomar conta de você.

Pense nas bailarinas como Saida e Angeles e faça marcações grandes com o quadril, marcando toda a frase ou variando entre DUM e os TAs. Você pode deslocar com este ritmo e aproveitar as pausas dele para brincar com o público.

Veja + Ritmos aqui

Sonia

2 set

Nascida em Los Angeles (EUA) e descedente de mexicanos, Sonia começou a dançar ainda adolescente. Seus estudos iniciaram com o balé clássico, jazz e dança moderna.

Mais tarde foi influenciada pelo flamenco e danças árabes. Talvez,s por isso, seu estilo seja único. Ela desliza pelo palco de forma muito graciosa, postura ereta e movimentos suaves como oitos, giros e básico egípcios. As batidas são sequinhas, mas marcadas delicadamente. O cabelo comprido e os olhos bem marcados destacam a sensualidade desta americana.

Assista à apresentação presente no dvd “Solos from Monte Carlo”.

Suas roupas também acentuam esta característica. Usa saias com poderosas fendas laterais, algumas vezes um cinturão bem trabalhado, mas não muito comprido. Os bustiês são bem bordados e na maioria das vezes a barriga está totalmente à mostra. Os cabelos ficam soltos, ora lisos, ora bem penteados e brincos aparecem para completar a produção. As cores podem variar de acordo com a apresentação.

O estilo de música pode variar muito. Em solos, costuma dançar derbake. Aliás, ela é mestra nisso. Não é à toa que tivemos uma videoteca dedicada a ela.  Aprendeu com Issam Houshan com quem costuma se apresentar.

Veja ela dançando um derbake.

Seu domínio é tão incrível que ela parece tocar o instrumento com o próprio corpo e demonstra como é se entender com o ritmo tamanha a sintonia que ela possui com o derbake. Atualmente, ela estuda a flauta nay.

Como ela é uma das principais coreógrafas atuais do grupo The Bellydance Superstars, costuma dançar diversos estilos em shows e dvds que já lançou, como Bellydance Superstars, Solos From Monte Carlo, American Bellydancer, BDSS Live in Paris, Behind The Simmy e 30 Days to Vegas.

Sonia viaja o mundo apresentando palestras e ministrando workshops. Vamos torcer para que ela venha ao Brasil logo!

Quer ver mais vídeos dela? Acesse o nosso canal no youtube e confira Sonia arrasando em um show de derbake junto com Issam Houshan.

Veja + Bailarinas aqui

Jillina

8 jul

Com vocês: Jillina

Ganhadora de vários prêmios da IAMED (International Academy of Middle Eastern Dance – responsável por premiar as melhores bailarinas) e da Giza Academy como “Melhor Bailarina de Egípcio Moderno”, “Melhor dvd instrutivo” e “Bailarina do Ano”, Jillina sempre dançou, desde pequena. No início era hip hop, jazz e ballet e assim que conheceu a dança do ventre não demorou para dominar as técnicas e passos e fazer um mix de estilos para criar o seu próprio original. “Eu fiquei obcecada com essa dança, com a música, movimentos e toda a sua expressividade”, declara em entrevista ao site Oriental dancer (em inglês).

Jillina fundou em 1999 a Companhia Sahala Dancers de Los Angeles, na Califórnia. A partir daqui, esta bailarina provou que queria levar a dança do ventre para um outro nível. É uma escola de alto padrão que exige que todos os membros tenham treinamento intensivo em ballet, jazz, hip hop, dança de salão, folclore, dança oriental e moderna, sem contar as habilidades para cantar, atuar e montar coreografias desenvolvidas durante o curso. Não é à toa que seu grupo é um dos mais prestigiados nos Estados Unidos e em grande parte do mundo.  Veja abaixo uma apresentação com o grupo.

Mas ela não parou por aí. Todo ano viaja para o Egito para aperfeiçoar a sua técnica e também visita vários países com seus seminários e shows. Já veio diversas vezes para o Brasil e em novembro de 2010 estará de volta pela escola Luxor de Dança do Ventre. E ainda produziu 9 dvds instrutivos traduzidos em cinco línguas, atualmente.

Desde 2003, é coreógrafa do grupo The Bellydance Superstars e, em 2009, dançou pela primeira vez como bailarina convidada no maior festival de dança do ventre do mundo: Ahlan Wa Sahlan, no Egito. Se você pensa que a biografia dela parou por aqui, está enganada, pois nós aqui do Cadernos temos certeza de que ela ainda vai brilhar e muito.

Neste vídeo, extraído do dvd “Shape up and hip out”,  vemos em um mix entre pop, moderno e clássico.

Como dançar como a Jillina? Referências. Assista muitos vídeos, vá a shows de diversos estilos de dança, mas na hora de montar a sua coreografia use passos simples como básico egípcio, giros, camelos e batidas laterais. Note que é assim que ela dança: é a combinação que encanta. As músicas geralmente são pop, mas ela arrasa nas músicas clássicas e no derbake com as marcações perfeitas de quadril e tremidinhos de dar inveja. Aproveie o vídeo para pegar algumas dicas.

Preste atenção em como ela mistura  diversos estilos e brinca com ritmo e melodia da música. Nós aqui do Cadernos procuramos nos inspirar nela ao montar coreografias e partir para o improviso, claro. Note que as coreografias parecem complicadas, mas os passos dela são simples. É a combinação que encanta. Aproveite.

Jillina estreou a Videoteca do Cadernos. Confira aqui ela dançando o estilo Pop.
Conheça o site dela (em inglês) – Jillina.com

Veja + bailarinas
Fifi Abdo, a menina baladi
Petite Jamilla
Soraia Zaied

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 263 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: